29.1.10

Sempre pensei que IKEA fosse simplesmente uma palavra vulgar lá paras os suecos, mas afinal estava enganada.

 

IKEA Ingvar Kamprad Elmtary Agunnaryd

 

link do postescrito por anid, às 15:42  cusquices (2) opina à-vontade

28.1.10

 

Bem, para quem não conhece a sigla, MCA quer dizer 'Morangos com Açúcar'...

 

Hoje dedico um pouco do meu tempo a falar aqui da novela juvenil 'Morangos com Açúcar 7 - Vive o teu talento'.

Consoante as audiências que vêm constantemente a ser publicadas, esta novela continua a ter números bastante elevados e o resultado está aí, já vai no seu sétimo ano.

Costumo ver a novela, apesar de não ligar muito a este formato televisivo, mas faz-me lembrar um pouco as aventuras e desventuras que tive quando andava no liceu. Fico um pouco saudosista, que é que se há-de fazer...?

Gosto nesta nova versão, até porque acho que a simples escola já começava a cansar e era necessário introduzir novos elementos. A versão portuguesa de 'Fame' ainda tem muito que caminhar para chegar ao nível desta, mas também ainda está no seu primeiro ano.

Bem, como é óbvio, há sempre críticas, porque há sempre coisas a melhorar, como determinados actores (numa família tipicamente lisboeta, um dos filhos tem um sotaque nortenho...) e determinados textos.

Mas havendo sempre empenho e uma boa pesquisa, as coisas ficam melhores.

Porém, é aqui neste ponto que a porca torce o rabo, passe a expressão...

 

Eu gostava de saber em que empresa a personagem 'Manuel' (Nuno Melo) trabalha, já que ele arranjou trabalho como carteiro. Que se saiba, ainda só há uma empresa que faz entrega de correio de casa em casa e essa é os CTT, portanto aqui vai. Antes demais, uma pessoa mal começa a trabalhar, não tem direito logo a farda (o prejuízo é muito, se a pessoa não ficar) e depois a farda dos CTT (falo desta empresa, porque supostamente é a única) é cinza e tem algumas linhas em vermelho e não verde como o da personagem. Já o saco é igual ao que é usado nos CTT. Não se entende. Outra coisa que não se entende são os seus horários. Normalmente, um carteiro começa a trabalhar muito cedo e, para quem segue o blog, sabe que trabalhei como carteira e como tal falo por experiência que tive. É de madrugada que se começa a trabalhar, portanto não entendo como o 'Manuel' tem tempo para tomar o pequeno-almoço tranquilamente com a família, especialmente com os miúdos... Expliquem-me lá isso, porque eu entrava às sete da manhã (havia apenas dois ou três que entravam às oito) e os restantes carteiros entravam ainda mais cedo que eu...

 

 

link do postescrito por anid, às 10:12  cusquices (1) opina à-vontade

25.1.10

Por estes dias, a minha mãe recebeu um telefonema de um familiar e no meio da conversa, essa pessoa disse que o sogro de um outro familiar tinha falecido.

Uma notícia triste e, como tal, a minha mãe iria dar as condolências no dia seguinte.

No entanto, entretanto recebeu novo telefonema desse primeiro familiar a pedir que não contasse nada ao segundo sobre esta notícia.

 

Mas afinal para que é que lhe contou?

 

link do postescrito por anid, às 23:57  opina à-vontade

14.1.10

 

Não podia deixar passar este acontecimento catastrófico em branco aqui no blog.

 

O sismo no Haiti, que ocorreu há dois dias, tem sido mais que uma prova de que ninguém no Planeta Terra está a salvo. Uns dizem que a Natureza é que sabe e talvez seja isso, mas um país tão pobre como este deveria estar a salvo destas coisas, pois se mal tem condições para sobreviver no dia-a-dia, perante uma situação como esta ainda pior.

Isto só vem mostrar em como somos tão pequeninos e nada podemos controlar...

 

Porém, devo apontar duas situações que se têm mostrado fundamentais para o salvamento das pessoas e a futura reconstrução do país: a internet e a ajuda internacional.

Muitos apontam a internet como algo negativo (eu própria tenho as minhas reticências relativamente a algumas situações), mas esta tem sido uma 'arma' importante para socorrer pessoas e mostrar o que se passou e o que se está a passar. Muitos vídeos têm surgido com imagens e pedidos de ajuda e por exemplo o Twitter (ao qual ainda não aderi) tem-nos mantido informados.

O outro ponto é a ajuda internacional. É bom saber que sabemos fazer outra coisa além de guerras e terrorismo. Juntarmo-nos para um bem comum e maior é o melhor sinal de que todos podemos transformar este mundo num mundo melhor. Não interessa a origem da ajuda, o que importa é que estamos lá para ajudarmos o nosso semelhante. Nada é mais importante do que ajudarmos o nosso semelhante!

 

A comprovar a eficácia do Twitter esta declaração: "Comunicar com vítimas de uma catástrofe no twitter é mais eficaz do que rezar. Deus nunca responde em tempo útil", Joao Querido Manha.

 

 

link do postescrito por anid, às 14:00  opina à-vontade

11.1.10

Tivemos um fim-de-semana bem agitado por aqui.

Na sexta-feira fomos jantar à casa da C. e fizemos a nossa habitual noite de póquer, com possibilidade de termos mais um jogador permanente (hi, hi...).

No sábado fomos jantar a casa da F. e, com a lareirinha acesa, bem quentinhos, tivemos um excelente serão, a jogar bingo e gin rummy.

Já no Domingo, ficámos por casa, numa espécie de cura de ressaca de tanta socialização... LOL

 

Porém, as segundas-feiras são o pior. Enfrentámos a dura realidade. Mais uma semana que começa, sem novidades, sozinha em casa, a falar comigo mesma (até pensar que estou a ficar maluca!), e a visitar sites de emprego e a enviar currículos...

 

link do postescrito por anid, às 19:45  opina à-vontade

5.1.10

Já se começam a contabilizar as entrevistas de emprego falhadas...

 

Enviámos o cv, bem no estilo europeu (eu cá não gosto), somos contactados ou não, esperámos por uma resposta ou seguimos em frente para o próximo anúncio, ou em último caso (o que nos agrada mais) marcam-nos o dia e o local para conhecermos a nossa possível entidade empregadora.

 

Porém, mesmo neste caso, as coisas nem sempre saem bem. É completamente frustrante: esforçámo-nos para fugir daquele aspecto desleixado que entretanto fomos adquirindo e vestimo-nos bem e até maquilhamo-nos (no caso das senhoras, claro) e, por vezes, até preparamos um belo discurso para cativarmos bem o nosso entrevistador. Fazemos tudo bem, ou quase tudo, e ainda assim nunca é suficiente. Por vezes temos habilitações a mais, outras vezes a menos... Por vezes, temos experiência profissional a mais, tendo passado por várias empresas, outras vezes é pouca. E depois perguntam-nos coisas que nem vemos necessidade para tal.

 

Afinal, digam-me, o que interessa numa entrevista de emprego? Acho que são três pontos: a nossa pessoa (personalidade e presença), experiência profissional e habilitações académicas. É preciso entrar em pormenores da nossa vida? Porque fomos para ali ou para acolá, porque é que escolhemos aquilo e não aqueloutro...

 

Isto é cansativo e frustrante. Mas ainda pior, é quando saímos duma entrevista de emprego com a sensação de que no fundo não servimos para nada...

 

sinto-me: frustrada!
link do postescrito por anid, às 20:27  opina à-vontade

3.1.10

O fim-de-semana tem sido agitado para os lados das praias de Valadares, em Gaia. Muitas coisas têm dado à costa destas lindas praias.

 

E isto tem mesmo que ser considerado um insólito, porque já foI encontrada MAIS DE MEIA TONELADA DE POLVOS MORTOS entre ontem e hoje, entretanto foi encontrada UMA PERNA HUMANA (sim, leram bem!) e hoje de tarde, deu à costa UM GOLFINHO MORTO...

 

 

sinto-me:
link do postescrito por anid, às 19:54  opina à-vontade

... um ESPECTÁCULO, especialmente porque passámos com os nossos amigos, companheiros do dia-a-dia, e ainda consegui falar com a minha mãe à meia-noite entre o ruído do 'Aliados Winter Club', onde estivemos na última noite do ano!

 

A música foi muito fixe e conseguiu animar-nos imenso, especialmente depois de um jantar falhado. Entre muitos momentos a recordar em fotografias que tirámos, dançámos imenso, desequilibrámo-nos imenso e acima de tudo, rimo-nos muto uns com os outros. Melhor não podia haver!

 

Apenas uma pequena nota: o 'Aliados Winter Club' teve um péssimo serviço de catering. O jantar até estava bom, mas só o sabem quem o conseguiu provar. Havia muitas pessoas para tão pouca comida  Teve também um péssimo serviço de empregados: a louça ficou espalhada pelas mesas, pelo chão e pelas colunas de som, sem que ninguém se desse ao trabalho de as levantar. O bar aberto de champanhe também se revelou um desastre.

 

link do postescrito por anid, às 15:14  opina à-vontade

pesquisa
 
mais sobre mim
Janeiro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
13
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
26
27
30

31


Leitura em curso
Neste momento não leio nada, apenas escrevo...
comentários recentes
PROGRAMA DE AFILIADOS!Você está a procura de um re...
aqui no Brasil a gente fala muito mal o nosso idio...
Bom post!Eu Acho exactamente o mesmo, mas também a...
Bom post!Eu Acho exactamente o mesmo, mas também a...
por acaso tambem andei muito a procura desta music...
Posts mais comentados
subscrever feeds
blogs SAPO